LISTA | 4 filmes para entender melhor a ditadura militar no Brasil


Still de Goleiro filme de Cao Hamburger

LISTA | 4 filmes para entender melhor a ditadura militar no Brasil

Still de Goleiro filme de Cao Hamburger
Still de Goleiro filme de Cao Hamburger

A ditadura militar de 1964 é um tema que voltou a ser bastante pertinente nos últimos dias. Por perceber que muita gente não entende muito bem o assunto ou sente necessidade de se aprofundar um pouco melhor no tema, resolvi organizar uma lista com 4 filmes bastante informativos além, é claro, do seu valor para o cinema nacional.

 

781729b0ad286f8ebd3f182f61a77f39

Cabra Marcado Para Morrer (1984) – Eduardo Coutinho

Cabra Marcado Para Morrer conta a história de vida de João Pedro Teixeira, um líder camponês da Paraíba assassinado em 1962. O filme foi interrompido em 1964, em razão do Golpe Militar em curso no Brasil em 1964, e retomado apenas 17 anos depois.  Eduardo Coutinho, um dos meus diretores favoritos de sempre, reúne os mesmos técnicos, locais e personagens para contar essa história. Um filme assustadoramente atual, que merece ser visto por aqueles que sentem aquela sede de conhecer a verdadeira face da história. Não só o conteúdo do filme é muito emblemático, mas também a forma como ele foi filmado e a atitude baseada na sua produção e lançamento.  Vale a pena ser visto.  Coutinho não sabe o quanto somos agradecidos por ter retomado, tantos anos depois, as gravações deste filme.

 

21027962_20130813135949495

Tatuagem (2013) – Hilton Lacerda

Tatuagem se passa em Recife no ano de 1978. Apesar de ser uma ficção, o filme se passa na época da ditadura militar, abordando este tema com uma suavidade que dá gosto de ver. Em tempos onde o ódio sustenta a maioria dos debates políticos, este filme se baseia em um símbolo ainda mais desafiador. Totalmente artístico, transgressor, desconstrói paradigmas e é totalmente sem vergonha. Poesia sem pudor.

 

filme-zuzu-angel-4

Zuzu Angel (2006) – Sérgio Rezende

Brasil nos anos 60. A famosa história de uma estilista de moda famosa no Brasil e no exterior, mas que teve seu filho envolvido na luta armada contra a opressão exercida na ditadura militar.  Paulo, seu filho, é preso e torturado até a morte. Ela então inicia uma busca incessante pelo corpo do filho, para que possa enterrá-lo em paz. É um filme que tem falhas, que usa o velho tom novelístico já bem conhecido, mas que é importante. Fundamental para entender este período tão sombrio da nossa história.

 

Anne ou mes parents sont partis en vacances Ano em que meus pais sairam de ferias o 2007 real : Cao Hamburger Michel Joelsas Germano Haiut COLLECTION CHRISTOPHEL

O Ano em Que Meus Pais Saíram de Férias (2006) – Cao Hamburguer

Narrado em primeira pessoa, por uma criança. Um filme bonito e muito competente, que se passa nos anos 70 e tem Mauro, um garoto mineiro de 12 anos de idade que adora futebol e jogos de botão.  De repente, os pais de Mauro precisam sair de férias, o que muda completamente a vida do garoto. Na verdade, os pais de Mauro foram exilados e precisaram sair do país. O interessante é que o longa se passa da forma que o garoto enxergava a situação. Um tema tão duro e pesado é retratado de uma forma sutil e inocente, aos olhos de um menino acompanhando os jogos da Copa do Mundo e esperando ansiosamente pela ligação dos pais. É triste, mas necessário. Foi o escolhido do Brasil para representar o país no Oscar de 2008.

 

 

 

 

 

Previous Jason Bourne ganha primeiro trailer
Next CRÍTICA | Unbreakable Kimmy Schmidt estreia 2ª temporada no Netflix