Hydro Thunder – melhor série de corrida na água


Acredito que nem todos se lembram deste game que foi um verdadeiro clássico e divisor de águas em termos de corrida marítima, ou corrida com barcos e afins. Ao longo dos anos vários jogos de corrida na água foram lançados, mas a maioria consiste em corrida de jet-skis ou algo similar. Mas Hydro Thunder veio para mudar isso.

Lançado em 1999 para os consoles DC, N64, Playstation e para Arcade. Até hoje lembro da máquina de árcade deste fabuloso game. Era fantástica. E nada melhor que poder jogar em casa algo que goste tanto no árcade. A empresa Midway, empresa monstra há alguns anos fez um trabalho majestoso. Mas infelizmente nunca mais vimos tamanha qualidade em games de corrida aquática.


O game possuia, basicamente, corrida simples contra o computador; corrida contra outro jogador; e corrida de dois jogadores contra o computador e entre si.
Ainda havia a opção de treino e alguns mini desafios que eram usados para liberar os barcos.

Mas em que, de fato, consistia o game? Eram várias lanchas potentes e muito estilizadas, que corriam por cenários muito bem elaborados e, alguns, bem fantasiosos. Como qualquer outro jogo de corrida o principal objetivo era chegar em primeiro. Ao longo do trajeto havia turbos que faziam sua velocidade aumentar muito, além do fato de jogar os barcos adversários pelos ares, ao acertá-los.

No início só há opção de escolher um barco. Mas ao longo do tempo e que o jogador vai completando o game, outras lanchas são liberadas. Chegando ao ponto de diversos barcos absurdos, mas muito divertidos, serem liberados, tais como o Titanic e um pato de borracha gigante.

O que falar dos cenários. Muito divertidos. Essa é a melhor definição. Os cenários possuem várias características peculiares como vulcões, partes escuras, interatividade, partes de mexem e caminhos alternativos.

Os fãs dessa grande série tiveram que aguardar 11 anos até que houvesse uma continuação. Em 2010 foi lançado Hydro Thunder Hurricane para PC e X-Box 360. Os gráficos melhoraram muito e a jogabilidade manteve sua estrutura básica, porém melhorada. Realmente foi um presente fantástico ter este game de volta. Depois de 11 anos, jogar essa continuação fez os olhos ficarem marejados.
Infelizmente nessa época a Midway já havia falido e quem assumiu a produção foi a Vector Unity. Fizeram um bom trabalho, mas longe de podermos comparar com o primeiro.

Novamente só temos a agradecer a Midway por ter feito com que nossa infância e juventude tenha sido ainda mais feliz. Triste que empresas que tenham produzidos jogos tão bons, hoje em dia tenham falido ou sido vendidas e descaracterizadas, tais como SNK e Rare. Mas seus grandes feitos ficarão, para sempre, em nossos corações.

Previous Mario Tennis - maior série de games sobre o esporte
Next Max Payne - O melhor da Ação