[LISTA] 8 momentos incríveis da história do Oscar

A cerimônia do Oscar, que acontece no próximo domingo, dia 26, estará em sua 89ª edição. Nessas quase nove décadas de premiação, tivemos alguns grandes momentos. Elaborei uma lista com 8 dos mais inesperados, emocionantes e inesquecíveis, que serão listados de forma aleatória.

8. Michael Moore ganhando o Oscar de Melhor Documentário

Em 2003, Michael Moore levou o Oscar de Melhor Documentário por “Tiros em Columbine”, que por sinal é fantástico, assim como toda a filmografia de Moore (meu favorito é Sicko S.O.S Saúde e Capitalism: A Love Story). O diretor, que sempre fez críticas ao governo Bush, clamou em seu discurso: “Shame on you, Mr. Bush!”, sendo vaiado  por uns e aplaudido por outros na plateia.

7. Heath Ledger levando o Oscar póstumo em 2009

Em 2009, antes do lançamento do aguardado Batman: O Cavaleiro das Trevas, o mundo recebeu a notícia da morte de Heath Ledger, aos 28 anos, com muito pesar. Ao assistirmos sua entrega ao personagem Coringa, torcemos pela indicação, mas não esperávamos que ele vencesse. O Oscar póstumo só tinha sido entregue uma única vez na história antes dele, para Peter Finch.

6. Marlon Brando recusando o Oscar por “O Poderoso Chefão”

Eu pensei algumas vezes antes de colocar esse momento na minha lista, pois criei uma aversão a tudo que viesse de Marlon Brando após saber que a cena de estupro gravada em O Último Tango em Paris foi real, e previamente combinada junto ao diretor Bernardo Bertolucci (sem o consentimento de Maria Schneider). Mas, de qualquer forma, foi uma ação importante e merece destaque. Ao vencer o Oscar em 1973 pelo seu papel em O Poderoso Chefão, Brando recusou o prêmio em protesto, enviando em seu lugar uma ativista de origem indígena que discursou sobre a forma com que os povos indígenas americanos eram tratados pela indústria cinematográfica.

5. Cuba Gooding Jr. comemorando o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante

Definitivamente um dos momentos mais engraçados/inspiradores/fofinhos da premiação. Cuba Gooding Jr venceu na categoria de Melhor Ator Coadjuvante em 1997 por Jerry Maguire, e enquanto a famosa musiquinha do Oscar avisando que seu tempo para falar acabou entrava, Cuba foi se empolgando cada vez mais, sendo ovacionado pela plateia.

4. Halle Berry vencendo o Oscar de Melhor Atriz em 2002

Ela venceu pelo filme A Última Ceia e parecia não acreditar que estava vivendo aquele momento. Ela agradece por todas as mulheres negras que abriram caminho para que pudesse estar ali, vencendo.

3. Charlie Chaplin recebendo Oscar Honorário

Muito emocionado, Charlie Chaplin é ovacionado pela plateia ao receber um Oscar Honorário em 1972 por toda a sua contribuição  e importância para o cinema.

2. Anna Paquin recebendo o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante aos 8 anos

A atriz se tornou a mais jovem a receber uma estatueta. Não é fofa a reação dela?

1. Marion Cotillard vence por Piaf – Um Hino Ao Amor

Ela está aqui não só porque gosto muito de sua reação ao receber o prêmio, mas por ser muito merecedora dele. Uma das atuações mais inesquecíveis e mais fiéis em um filme biográfico. Construir um personagem deve ser muito difícil, mas interpretar alguém que já existe parece ser mais. Marion fez isso de uma forma única. Para quem não sabe, ela interpretou a cantora francesa Edith Piaf.

Menção honrosa

Dois momentos muito especiais para o cinema brasileiro: Fernanda Montenegro indicada a Melhor Atriz e Fernando Meireles indicado a Melhor Diretor por filmes em português. Abaixo, o vídeo da Fernanda sendo apresentada pelo Jack Nicholson (não é demais)?! Aliás, ela merecia ter ganho, muito mais que Gwyneth Paltrow.

Ps: Vale lembrar que essa é uma seleção pessoal, ok?

E você: Qual o seu momento preferido do Oscar? Será que teremos mais momentos inesquecíveis esse ano em uma premiação que anda cada vez mais enlatada? Vamos aguardar! 😉

 

CRÍTICA | La La Land – Cantando Estações

CRÍTICA | La La Land – Cantando Estações

Novo filme do diretor Damien Chazelle, de Whiplash, La La Land – Cantando Estações é a produção mais comentada dos últimos tempos. Como tudo que ganha o público e as premiações, logo começou a ser tachado de superestimado e hypado. Eu nunca entendi muito bem o sentido disso, mas você sabe que é verdade…

La La Land é sobre Mia, uma aspirante a atriz que trabalha em uma cafeteria nos estúdios Warner, e Sebastian, um pianista talentoso e fã de jazz que sonha em abrir seu próprio estabelecimento. Os dois estão em busca de suas aspirações, enquanto vivem um romance. Pois bem. O filme bebe de muitas fontes, é como um apanhado de inspirações que, quando mescladas e recontextualizadas, não parecem imitações. Dá pra entender? A sensação que tenho, apesar de não entender muito da parte técnica do fazer cinema, é que filmar cenas de musicais em plano sequência não é tarefa fácil. Chazelle faz parecer.

O filme é quase onírico, mistura sonho e realidade o tempo todo. Possui uma estética doce, que lembra os musicais clássicos da era de ouro de Hollywood (mas só lembra, não é nada disso). Com cores vibrantes e uma fotografia de encher os olhos, La La Land impressiona esteticamente falando. O enredo não é muito complexo, mas o desenrolar é inteligente e não parece forçado. Esses dias assisti Sully, novo filme de Clint Eastwood, e consegui perceber, mesmo em uma obra vinda de um diretor tão excepcional, quantos esforços foram feitos para fechar os 90 minutos de filme (o tal acidente do avião no rio Hudson durou 260 segundos).

As cenas musicadas são extremamente bem dirigidas e de muito bom gosto. Particularmente não gosto da ideia de dividir o filme em estações, isso já foi feito muitas vezes. O romance é honesto e, de novo, a melhor coisa do filme. A química entre Emma e Ryan é incrível, e seus personagens foram bastante bem construídos. Mia (personagem de Stone) ainda mais. Inclusive, ela é minha favorita para o Oscar. Nas cenas em que ela está gravando testes, seu talento se sobressai. Eu lembrei muitas vezes de Naomi Watts (injustiçada pela Academia) em Cidade dos Sonhos, do Lynch.

Em relação ao desfecho, que vem dividindo opiniões e interpretações, prefiro não intervir. Há uma explicação óbvia, mas também há outras, tão boas quanto. Ele não veio mastigado e enlatado, é bem mais subjetivo. De uma coisa eu estou certa: City Of Stars vai levar o Oscar de canção original. Eu tô tentando tirar o assobio do Ryan Gosling da minha cabeça há dias.

 

LEIA MAIS NOSSAS CRITÍCAS

Oscar 2016 | Conheça os filmes vencedores

Oscar 2016 | Conheça os filmes vencedores

oscar 2016 leonardo dicaprio

oscar 2016 leonardo dicaprio

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou no domingo, dia 28 de fevereiro, os vencedores da 88ª edição do Oscar. Spotlight – Segredos Revelados levou o principal prêmio da noite, mas Mad Max – Estrada da Fúria levou mais estatuetas para casa.

Confira abaixo os vencedores:

Melhor Filme

  • Mad Max – Estrada da Fúria 
  • O Regresso 
  • O Quarto de Jack
  • Vencedor: Spotlight – Segredos Revelados 
  • A Grande Aposta 
  • Ponte dos Espiões 
  • Brooklyn
  • Perdido em Marte

Melhor Ator

  • Bryan Cranston – Trumbo
  • Vencedor: Leonardo DiCaprio – O Regresso
  • Michael Fassbender – Steve Jobs
  • Eddie Redmayne – A Garota Dinamarquesa
  • Matt Damon – Perdido em Marte

Melhor Atriz

  • Cate Blanchett – Carol
  • Vencedor: Brie Larson – O Quarto de Jack
  • Saoirse Ronan – Brooklyn
  • Charlotte Rampling – 45 Anos
  • Jennifer Lawrence – Joy – O Nome do Sucesso

Melhor Diretor

  • Vencedor: Alejandro G. Iñárritu – O Regresso
  • Tom McCarthy – Spotlight – Segredos Revelados
  • Adam McKay – A Grande Aposta 
  • George Miller – Mad Max – Estrada da Fúria 
  • Lenny Abrahamson – O Quarto de Jack

Melhor Canção Original

  • “Earned It” – the Weeknd para Cinquenta Tons de Cinza
  • “Manta Ray” – J. Ralph & Anthony para Racing Extinction
  • “Simple Song #3” – Sumi Jo para Youth
  • Vencedor: “Writing’s on the Wall” – Sam Smith para 007 Contra Spectre
  • “Til it Happens to You” – Lady Gaga e Diane Warren para The Hunting Ground

Melhor Trilha Sonora

  • Carter Burwell – Carol
  • Vencedor: Ennio Morricone – Os 8 Odiados
  • Jóhann Jóhannsson – Sicario – Terra de Ninguém
  • Thomas Newman – Ponte dos Espiões
  • John Williams – Star Wars – O Despertar da Força

Melhor Longa Estrangeiro

  • Theeb – Jordânia
  • A Guerra – Dinamarca
  • Cinco Graças – França
  • Vencedor: Filho de Saul – Hungria
  • O Abraço da Serpente – Colômbia

Melhor Curta-Metragem

  • Ave Maria
  • Day One
  • Everything Will Be Okay (Alles Wird Gut)
  • Shok
  • Vencedor: Stutterer

Melhor Documentário em Longa-Metragem

  • Vencedor: Amy
  • Cartel Land
  • O Peso do Silêncio
  • What Happened, Miss Simone?
  • Winter on Fire: Ukraine’s Fight fo Freedom

Melhor Documentário em Curta-Metragem

  • Body Team 12
  • Chau, Beyond the Lines
  • Claude Lanzmann – Spectres of the Shoah
  • Vencedor: A Girl in the River: The Price of Forgiveness
  • Last Day of Freedom

Melhor Ator Coadjuvante

  • Christian Bale – A Grande Aposta
  • Tom Hardy – O Regresso
  • Mark Ruffalo – Spotlight – Segredos Revelados
  • Vencedor: Mark Rylance – Ponte dos Espiões
  • Sylvester Stallone – Creed – Nascido para Lutar

Melhor Animação

  • Anomalisa
  • Vencedor: Divertida Mente
  • Shaun, o Carneiro
  • O Menino e o Mundo
  • As Memórias de Marnie

Melhor Curta em Animação

  • Vencedor: A História de Um Urso
  • Prologue
  • Os Heróis de Sanjay
  • We Can’t Live Without Cosmos
  • World of Tomorrow

Melhores Efeitos Visuais

  • Star Wars – O Despertar da Força
  • Mad Max – Estrada da Fúria
  • Perdido em Marte
  • Vencedor: Ex Machina
  • O Regresso

Melhor Mixagem de Som

  • Ponte dos Espiões
  • Vencedor: Mad Max – Estrada da Fúria 
  • Perdido em Marte
  • O Regresso 
  • Star Wars – O Despertar da Força

Melhor Edição de Som

  • Sicario – Terra de Ninguém
  • Vencedor: Mad Max – Estrada da Fúria 
  • Perdido em Marte
  • O Regresso 
  • Star Wars – O Despertar da Força

Melhor Edição

  • A Grande Aposta 
  • Vencedor: Mad Max – Estrada da Fúria 
  • O Regresso
  • Spotlight – Segredos Revelados
  • Star Wars – O Despertar da Força

Melhor Fotografia

  • Carol
  • Mad Max – Estrada da Fúria
  • Vencedor: O Regresso
  • Sicario – Terra de Ninguém
  • Os 8 Odiados

Melhor Maquiagem e Cabelo

  • O Ancião que Saiu Pela Janela e Desapareceu
  • Vencedor: Mad Max – Estrada da Fúria
  • O Regresso

Melhor Design de Produção

  • Ponte dos Espiões
  • A Garota Dinamarquesa
  • Vencedor: Mad Max – Estrada da Fúria
  • Perdido em Marte
  • O Regresso

Melhor Figurino

  • O Regresso
  • Carol
  • Cinderela
  • A Garota Dinamarquesa
  • Vencedor: Mad Max – Estrada da Fúria

Melhor Atriz Coadjuvante

  • Jennifer Jason Leigh – Os 8 Odiados
  • Rooney Mara – Carol
  • Rachel McAdams – Spotlight – Segredos Revelados
  • Vencedor: Alicia Vikander – A Garota Dinamarquesa
  • Kate Winslet – Steve Jobs

Melhor Roteiro Adaptado

  • Vencedor: Charles Randolph, Adam McKay – A Grande Aposta
  • Nick Hornby – Brooklyn
  • Phyllis Nagy – Carol
  • Drew Goddard – Perdido em Marte
  • Emma Donoghue – O Quarto de Jack

Melhor Roteiro Original

  • Matt Charman – Ponte dos Espiões
  • Alex Garland – Ex-Machina
  • Peter Docter, Meg LeFauve, Josh Cooley – Divertida Mente
  • Vencedor: Josh Singer, Tom McCarthy – Spotlight – Segredos Revelados
  • Jonathan Herman, Andrea Berloff – Straigh Outta Compton

 

5 Motivos porque gostamos da Jennifer Lawrence

5 Motivos para torcer por  Jennifer Lawrence no Oscar

 

Jennifer Lawrence 20th Annual Screen Actors

Jennifer Lawrence 20th Annual Screen Actors

 

 

Não é novidade que  Jennifer Lawrence é a queridinha de Hollywood no momento, e vem colecionando prêmios,  alem do Oscar por Melhor do ano passado ,nesta temporada de premiações ela já faturou um Globo de ouro , um Screen Actors Guild Awards , e mais recente mente um BAFTA , todos por sua atuação no filme Trapaça.

E como ela também foi indicada a Oscar de melhor atriz coadjuvante ,resolvemos te dar 5 motivos pra torcer por ela:

 

1. Jennifer nasceu e cresceu na cidade de Louisville, Kentucky, E.U.A,  Logo aos 14 anos de idade, Lawrence decidiu que queria investir em sua carreira de atriz.

Jennifer nasceu e cresceu na cidade de Louisville Kentucky

Jennifer nasceu e cresceu na cidade de  Louisville  Kentucky

 

2. Para conseguir seguir a carreira que sonhava , Jennifer ,convenceu seus pais que era necessário ir a Nova York , la ela teria maiores chances de encontrar um agente de talentos.

 

Convenceu seus pais que era necessário ir a Nova York

Convenceu seus pais que era necessário ir a Nova York

 

3. Em março de 2011, a proposta para participar do filme “Jogos Vorazes” (The Hunger Games) assustou a atriz.  Lawrence demorou 3 dias para aceitar definitivamente o papel, aparentemente tinha medo do tamanho da produção e de como ela iria afetar a sua carreira.

 

A proposta para participar de“Jogos Vorazes” assustou a atriz

A proposta para participar de“Jogos Vorazes” assustou a atriz

4.  Em entrevista Jennifer , afirmou: “Eu sempre estudei as pessoas e fui fascinada por suas reações e sentimentos. Eu acho que esta é a melhor aula de atuação que alguém pode ter – assistir pessoas reais, escutá-las e estudá-las”.

"Eu sempre estudei as pessoas e fui fascinada por suas reações e sentimentos"

“Eu sempre estudei as pessoas e fui fascinada por suas reações e sentimentos”

 

5.   Com 7 trabalhos. Aos 23 anos, Lawrence chega a 141 nominações em prêmios, levando para casa 67 destes. ( Quando era criança Jennifer tinha o apelido de “Nitro” , por ser uma garota hiperativa).

jlaw24n-6-copy

Quando era criança Jennifer tinha o apelido de “Nitro” , por ser uma garota hiperativa.

 

Gostou? Comente , Curta e Compartilhe

Siga-nos no Pinterest

Filmes indicados ao Oscar ganham Posters em versão Lego

Filmes indicados ao Oscar ganham Posters em versão Lego

 

Yahoo! Movies misturou a proximidade do Oscar com o sucesso de “The LEGO Movie” e criou a série de pôsters abaixo.

As minifiguras LEGO tomam o lugar dos personagens dos nove títulos indicados a Melhor Filme na premiação da Academia. Não há nenhuma grande criação além dos cartazes originais, mas não deixa de ser irresistível.

Gravidade - Indicado ao oscar de melhor filme

Gravidade – Indicado ao oscar de melhor filme

lego6.jpg.pagespeed.ce.6EIeLKwNIT

Nebraska

lego7.jpg.pagespeed.ce.s_qXc26RcR

Philomena

lego8.jpg.pagespeed.ce.1SArcfI4jm

O Lobo de Wall Street

lego9.jpg.pagespeed.ce.4IdPP4ric4

12 Anos de Escravidão

lego12.jpg.pagespeed.ce.Lw2iguPoSe

Trapaça

lego21.jpg.pagespeed.ce.1_g57_DjNN

Capitão Phillips

lego31.jpg.pagespeed.ce.MNBJssOUjB

Clube de Compras Dallas

lego41.jpg.pagespeed.ce.UJrTIi900k

Ela